POESIAS

VOLTAR

Rosas do tempo

Rosas do tempo

Hoje tenho certeza
Que conheci a gentileza
Durante anos.
Aprendi a sorrir, a sonhar.


Gentilmente cuidou do meu coração
Ensinou-me que um sorriso
Abri as portas dos céus
Abria as portas do corpo
Liberta o espirito
Acalenta a alma do justo


Ensinou-me sem saber
Com seu sorriso
Que a felicidade está em fazer os outros sorrirem
Em fazer a humanidade feliz


Não tenho vergonha em dizer
Que o que me faz feliz
É ser um palhaço aprendiz


Minha alma repousa em gozo eterno
O tempo passou rápido
As rosas desabrocharam
Sinto todas as noites
Seu perfume no ar


Quando olhares para o tempo
Contemplará a beleza das rosas
Verás que o tempo é relativo
Que nossa amizade está além do real


Sinto todos os dias o doce perfume das rosas


Que noites maravilhosas passamos
Dia de gloria
Que não voltaram


Dei-me sua mão
Sinta meu coração

Chorei lágrimas de mel
Chorei de alegria e gratidão
Por ter lhe conhecido
Por ter me ensinado

Que um sorriso
Abri as portas do paraíso


Poderemos voltar no tempo?
Gostei de tudo que fizemos


Os brotos brotaram novamente
No jardim floresceram
As rosas do tempo
As melhores lembranças
Que guardo em meu coração


Que nossa amizade
Dure toda eternidade
Que todos os dias lembrem-se
Que fez uma criança sorrir
Que fez um jovem feliz


Não quero dinheiro
Seu amor é o bastante
Não quero uma mansão
Pois o que há de melhor?
Que mora em seu coração


Dei o máximo de mim
Tudo que quis, foi ensinar a humanidade a sorrir.
Só peço que se lembre
Deste soldado
Que jurou fidelidade à educação



Plantamos juntos
As rosas do tempo
No jardim encantado de nossos corações
Melhores lembranças que guardo em meu coração.

Gabriel M Ferreira Autor Gabriel M Ferreira MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE