POESIAS

VOLTAR

Lembranças

Lembranças

Ainda era cedo, fim de tarde,
Quando os últimos raios de sol
Atravessavam a torre da catedral
E me conquistavam enquanto me invadiam.

Há tempos não me sentia em meu lugar.
O som do pequeno rádio, me transportou.
Acordou adormecidas lembranças:
Mais foi bom.
"Era de esperar".

Agora, já quase fim de noite,
Não era fim de festa...
- Ainda bem.

Eu, de corpo presente,
Mente no passado,
Respondia sem pensar
Analisando a lagoa da lua.

Via a distancia entre eu e algo
Que o tempo não levou...
Quando alguém sem combinar
Lembrou Betânia:
E pois - se a cantar.

Palavras soltas
Eu em pensamento a completar
Como a lagoa da lua
Também se fez de meu olhar.

Onde você estará!
A lembrança fez festa
Quem não teve de “foguete”
Sua musica de amar?

Lina Ramos Autor Lina Ramos MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE