POESIAS

VOLTAR

Diferente

Diga o que sente quando ninguém está vendo, se fecha os olhos ao tocar outros lábios. Eu olhei pra você e vi alguém que não conhecia, naquela tarde em que não saberíamos o final.
Diga o porquê dessa mudança repentina.
O que te leva a acreditar que não descobrirão, e quando não houver ninguém mais à sua volta vou ouvir chamar o meu nome. Se estiver tudo ok não será a mesma coisa, não serão as mesmas palavras que me disse ontem.
Eu não ligo se não tem muito o que dizer.
Às vezes, o silêncio guia nossa mente e nos move para onde não imaginamos um dia conhecer.

Maria Sousa Autor Maria Sousa MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE