POESIAS

VOLTAR

Tudo Em Meu Nome

Sempre tive mania de grandeza
Observava a tudo que era imenso
O céu, o mar, o inferno
Não havia um distanciamento dentre eles
Apenas entre nós

A minha mania cada dia que passava
Se encaminhava a grandeza da eternidade
O tempo passa rápido mas pra onde ele vai?
Pra eternidade, lógico, tinha de ser
Era minha mania de imensidão

E como era manhã e o céu ainda era azul claro
Com tons de um amarelo radiante
Me atraía como sereias a Perseu
E como bom Icaro que sou
Voei tão alto
Alto até que o sol
pudesse derreter
Toda a cera dos ouvidos
Até que pudesse escutar
O que me chamava
A eternidade

Ícaro De S E S Autor Ícaro De S E S MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE