POESIAS

VOLTAR

SERENATAS

Autor: Edimar Luz

Recordo com saudade
As antigas e românticas serenatas
Que eu, ainda muito jovem, fazia,
Principalmente nas noites de luar.
Utilizava uma radiola ou vitrola portátil,
E levava os discos de vinil
Aconchegados numa sacola,
Ou empilhados e amarrados
Com um resistente barbante.
Também usava outras vezes um bom violão...
Saudosas serenatas onde as canções de amor
E repletas de romantismo “alçavam voo”,
Indo de encontro aos ouvidos
E ao coração apaixonado
Da minha jovem e linda amada...
Minha doce namorada,
Que lá no seu quarto de dormir
Ouvia cada uma daquelas canções...
Canções que eu, apaixonado,
Cantava ou executava
Na calçada com amor e carinho...
O romantismo e a saudade aumentavam
Ainda mais quando ouvia o canto dos galos
Nas madrugadas enluaradas,
Nas ruas e nos caminhos do meu sertão.
Depois da serenata, pensando na amada,
Eu voltava pra casa...
Seguia pelos caminhos banhados pela bela Lua...
Lua que brilhava no céu pontilhado de estrelas
E iluminava a estrada do poeta com saudade.

Todos os Direitos Reservados ao Autor.

Edimar Luz



.







Edimar Luz Autor Edimar Luz MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE