POESIAS

VOLTAR

Choro da poesia

A vida é uma eterna caminhante
Onde o tempo não pede descanso
Quando o sol observa o rio manso
a Lua chega com seu olhar brilhante

o mundo gira pra ser conquistado
nunca se cansar é nossa imaginação
ele para quando se sente tocado
pelo homem escasso de motivação

o mundo sempre gira em perfeita harmonia
seu vai e vem é o homem quem faz
quando não há, no amor e na paz, sintonia

se versos difíceis a vida nos traz
aí as palavras choram diante da poesia
onde não há amor, também não há paz

Divaldo F S Filho Autor Divaldo F S Filho MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE