POESIAS

VOLTAR

MANHÃ DE VOCÊ

Tua, simples rua.
Meneio teimoso,
salpico limoso
numa pedra nua.

Nos pés, a amizade
guiando o caminho
de ávida saudade
à tez de um focinho.

Eu, olhares fluentes
sob cores do céu,
amei-me inerente
ao alvor do ilhéu.

E da orla, hão de vir,
vivendo-lhe a falta,
(que ao verso é grata)
noutros tons florir

de um baio, arrebóis;
voz do coração
do terno a que são
van Gogh, Girassóis...

Rodrigo N H de Souza Autor Rodrigo N H de Souza MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE