POESIAS

VOLTAR

Alucinação

Alucinação

Hoje posso ouvir o ronco estridente dos motores, sentir o vapor quente que sai de sua boca estrondosa clamando por velocidade.
Nesse momento lembro-me daquele tempo
que vislumbrava uma vida que passara rápido demais, uma vida lenta que não pára de passar, onde os vários relances eram as maravilhas que apenas uma criança pura poderia enxergar, maravilhas que surgem nos mais sublimes caminhos da imaginação.
Onde segundos se tornarão vida e vida tornaram-se segundos.

Fábio Matias Autor Fábio Matias MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE