POESIAS

VOLTAR

O amor que dispenso a te faz-me ser outro

O amor que dispenso a te faz-me ser outro. Certamente resignado. Mas não um outro qualquer...e sim complexo.
Todos os teus pedidos realizarei prontamente. A despeito das objeções e questionamentos. Por fim, deixo-a quieta, vivendo somente em mim.
De certo, isso não é egoísmo, mas sim lealdade a tua firmeza, que mesmo andando em solos áridos, não se abala e não me deixa a esmo.
Satisfeito, então, digo: corre sangue, corre com todas as tuas impurezas, para que eu possa a ela retribuir todo o amor que a mim dispensa.

Luís Carlos Autor Luís Carlos MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE