POESIAS

VOLTAR

um velhinho

Um velhinho sentado
Vezes nem vejo-o .
Disfaço o olhar
Na juventude me interto.

Seu olhar distante
O que pensas? Sei lá .
Não me importa teu passado
Sozinho sei andar.

Numa cadeira de balanço
Lembra sua vida inteira.
Pensas na juventude ontem
O quanto lhe foi prazenteira!

Ver a vida sem pressa
Muito já caminhou.
Hoje sente saudades,
Dos tempos vividos
Da mulheres que amou! .

Quantos passos dei
Pra hoje está aqui.
O novo se fez velho
Agradeço a vida,
Por ter me trazido aqui.

Hoje sinto saudades
Do bem e o mal
Que pratiquei!
Fui combatido, venci o mal
Vitórias conquistei!

Fui novo e forte
Fui inocente e menino.
Aprendir a arte da guerra
Como quis o destino.

Hoje velho homem
Tenho muita experiência,
Me falta a força.
Sou amante da vida
Lis trato de bela moça!

Dedicado; aos homens da melhor idade.

Adão Sousa Silva Autor Adão Sousa Silva MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE