POESIAS

VOLTAR

Canto dos Surdos

astronautas que escutam meu canto
eu parei me sentei no meu canto
no canto da sala escuro
eu escutei o canto dos surdos

os astros estão me assustando
a morte nem me assusta mais
tem tanta coisa que me assusta
enquanto eu to preso nos papéis reais

mas papel é fácil de rasgar
eu quero ser livre como foi o pássaro
eu quero pedir pra voltar
mas ela não entende, nem sabe o que eu passo

de passo em passo vou ficando louco
de vida em vida eu ficando solto
minha alma já está liberta
mas o meu corpo insiste em ficar

até onde vai o seu sonho?
o meu já foi longe demais
a guerra foi longe demais
e o pior que é em busca da paz

hoje eu cai em um buraco negro
distorci minha condição
ta tudo tão inoperante
fugindo dos dedos da mão

e eu que pensei em possibilidades
melhorei as habilidades
que possam resolver o cubo
que é estar no jogo sujo

estratégia de oferta e demanda
quanto mais você gasta mas cansa
de nunca ter mais pra gastar
eu canso pensando quando vai mudar

dessa vez ando menos pensante
ando mais claro mesmo escuro
e te falo frases tão românticas
e você me fala que absurdo

eu meio sem graça de ter que pedir
ela outra vez só sorri
e a rádio me anunciou
que até Jesus que é santo chorou

muita fraqueza, eu fui fraco
e não saco, eu to farto
desse fardo que me atrasou
comprei um relógio e o tempo parou.

Ícaro De S E S Autor Ícaro De S E S MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE