POESIAS

VOLTAR

passageiro do vagão interno

passageiro do vagão interno

embarcam neste vagão
todas as pessoas que um dia me amaram,
e fizeram parte da minha vida.

com destino ao futuro,
vão elas, em busca da felicidade
que não encontraram na minha estação.

o maquinista por sua vez mantém-se triste,
e olha com desdém
quando é questionado se possui alguém.

o trajeto de ida e volta,
queima cada vez mais o combustível
que há em mim.

e com o tempo o vagão vai enferrujando,
se desgastando,
sendo substituido por outra locomotiva melhor.

passageiros serão todos aqueles
que embarcarem no meu vagão,
irão embora sem dar satisfação.

partirão sem recolher o lixo jogado no chão,
sem apertar a mão do maquinista
e agradecê-lo pela viagem.

e sempre haverá a mesma rotina:
o maquinista conduzirá o vagão,
toda matina.

sem um aperto de mão,
se afogando diariamente
na cafeína.

todos os que fazem parte de mim
serão passageiros um dia
do meu imenso vagão.

portanto, aconcheguem-se e boa viagem.
até a próxima estação!

Paulo H O Pereira Autor Paulo H O Pereira MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE