POESIAS

VOLTAR

Ponteiros

Lucidez em alguns segundos
enquanto o relógio gira os ponteiros
a loucura te procura como o ar em seus pulmões
em tragos e dor
em algo que é amor
como o que arrancaram de ti

homem pequeno com mania de grandeza
em uma fila para divindade
seus olhos fecham em 1 segundo
em que gira os ponteiros do relógio

faça me presente dos deuses
ou me faça um Deus
para que assim na terra como no céu
seja feita a minha vontade

enquanto escárnios se esvaem com o ar
e choros e velas
e mortos cantando em vielas
pois nem toda solidão
é ausência

Ícaro De S E S Autor Ícaro De S E S MEU PERFIL
ENVIE POR E-MAIL
DENUNCIE